[Abr/20] Coronavírus e e-commerce: como transformar o momento em oportunidade?

6 minutos para ler

O ano de 2020 começou com mudanças radicais nas lógicas de funcionamento da sociedade. Por conta do vírus Covid-19, as pessoas foram obrigadas ao isolamento social, os estabelecimentos foram fechados e a economia foi sacudida. Em meio a tudo isso, você já pensou sobre a relação entre o coronavírus e o e-commerce?

Se você atua no varejo virtual, não pode deixar de se informar corretamente sobre todos os impactos dessa doença na economia e no comércio. Por isso, trouxemos, neste texto, algumas considerações importantes sobre o tema que vão ajudar você.

Além disso, vamos compartilhar diversas dicas que podem auxiliar seu negócio a transformar esse tempo de crise em uma oportunidade de se estabelecer no mercado. Continue a leitura e confira!

Qual é a relação entre coronavírus e e-commerce?

O comércio mundial foi fortemente afetado pelo coronavírus, já que as cidades estão sendo obrigadas a pedir a permanência das pessoas nas casas, o trabalho remoto e o fechamento dos estabelecimentos que não sejam essenciais. Com isso, negócios físicos precisaram parar de vender ou reinventar-se para oferecer produtos por meio de delivery.

Outro aspecto que foi impactado pelo coronavírus foi a produção nas indústrias. Muitas diminuíram o ritmo ou passaram a ter problemas de fornecimento de matéria-prima vinda de outros estados e países.

Paralelamente, muitas pessoas que são autônomas pararam de trabalhar, enquanto outras vivem na incerteza do emprego. O resultado são consumidores mais cautelosos, evitando gastar com aquilo que não é estritamente necessário.

Todos esses ângulos complementam o quadro da relação entre coronavírus e e-commerce. Se por um lado existem desafios que a gestão de um negócio virtual vai enfrentar, por outro, esse tipo de empreendimento está menos suscetível a problemas nesse momento.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), lojas de alguns segmentos mais requisitados chegaram a registrar um aumento de 180% nas vendas já em meados de março.

Como transformar a crise em oportunidade para seu e-commerce?

Para que seu negócio virtual possa passar por este momento de crise com o mínimo de danos possíveis, é necessário traçar uma estratégia sólida. Algumas medidas podem evitar a queda nas vendas e ainda proporcionar um destaque em meio a este cenário.

Veja, a seguir, algumas dicas que separamos para você transformar a crise em oportunidade durante o coronavírus.

Crie campanhas para as compras online

Comprar pela internet para receber os produtos em casa é uma das formas mais seguras de consumir no contexto do coronavírus. Por isso, essa é a oportunidade que sua empresa tem de se colocar à disposição para o público e mostrar que pode atender às necessidades que surgirem.

Fazer campanhas para compras online não é apenas um meio de impulsionar seu negócio, mas também de incentivar que a comunidade se proteja ao máximo do vírus. Não deixe de mostrar que sua equipe está tomando todas as precauções para trabalhar de forma segura e fazer os envios dos produtos.

Controle o estoque com eficiência

Como falamos, muitas indústrias podem ter problemas com a produção de bens de consumo. Ao mesmo tempo, as compras online de alguns segmentos podem acabar aumentando, enquanto as de outros nichos podem diminuir.

Por isso, o gestor deve estar atento para conseguir manter o estoque e o controle financeiro do e-commerce equilibrados. É necessário ter capital de giro para pagar a equipe, renovar o estoque e arcar com os compromissos. Nesse sentido, é uma boa estratégia apostar em promoções que escoem o estoque e garantam a liquidez dos recursos.

Junto a isso, é preciso atuar junto aos fornecedores para conseguir preços competitivos e garantir estoque. Afinal, seus clientes precisam encontrar os produtos que precisam à disposição na loja virtual.

Mantenha sua equipe alinhada

Não se esqueça de que, neste momento de instabilidade, sua equipe precisa estar motivada e capacitada para impulsionar o negócio e manter a produtividade da empresa. Por isso, é fundamental que os colaboradores e a gestão estejam alinhados corretamente.

Ofereça a infraestrutura e os direcionamentos necessários para o home office, sugerindo uma rotina saudável e produtiva. Esteja a postos para solucionar dúvidas e auxiliar a equipe em possíveis problemas que possam aparecer. Além disso, evite gerar dúvidas sobre o futuro do negócio para evitar desânimo e preocupação.

Reavalie meios de pagamento

O conforto e a segurança para os consumidores precisam estar em primeiro lugar se você quer unir coronavírus e e-commerce de forma que gere oportunidade. Isso também se aplica às formas de pagamento no seu site.

Primeiramente, é preciso diversificar as opções de pagamento, evitando o abandono de carrinho e trazendo mais conforto ao público. Depois, é importante assegurar a criptografia dos dados e intermediadores seguros, evitando fraude de cartões e roubo de informações financeiras.

Invista em canais de comunicação

Com o isolamento social, a população tem usado ainda mais as redes sociais para se comunicar, buscar informações e se entreter. Se sua marca ainda não dá valor à presença digital, esta é a hora de apostar no engajamento com seu público-alvo.

Comunique-se com os consumidores, ofereça conteúdos ricos e não apenas ofertas de produtos. Promova um diálogo e uma aproximação com os seguidores. Assim, você vai conseguir atrair mais clientes e fidelizar os antigos.

Fortaleça a imagem do seu negócio

Por fim, esse momento também pode ser de oportunidades se você fortalecer a imagem do seu negócio digital. Isso pode ser feito de várias formas, por exemplo, com a propagação de ideais e valores que são ricos à sociedade nesse período. A preocupação com a saúde, o incentivo ao autocuidado, as ações de cidadania e o discurso de esperança e união são posicionamentos que agregam à marca.

Além disso, a empresa deve entender a perspectiva de seus consumidores, seus receios e suas necessidades durante o coronavírus. O e-commerce deve proporcionar conforto tanto com os itens vendidos quanto com o atendimento de qualidade e a comunicação efetiva e pessoal.

Esperamos que você tenha entendido de quais formas coronavírus e e-commerce se relacionam neste momento da sociedade. É necessário ter atenção às possíveis mudanças no cenário econômico e social, buscando perceber a melhor maneira de atuar e de aproveitar as oportunidades mesmo em meio à crise.

Se este conteúdo foi útil para você, não deixe de compartilhá-lo com outras pessoas em suas redes sociais!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário