Como superar os desafios da logística para e-commerce?

7 minutos para ler

Superar os desafios da logística para e-commerce exige planejamento, análise e mensuração de resultados. Para isso, você precisará contar com as ferramentas adequadas, as melhores transportadoras e, claro, fazer um controle de estoque eficaz.

A experiência do usuário (ou user experience), é fundamental para o sucesso das empresas. Trata-se do cuidado com as experiências que o seu consumidor terá durante o relacionamento com o seu negócio — podendo ser positivas ou negativas, dependendo da situação.

E por que isso é tão importante? Porque um consumidor satisfeito, com boas experiências e um histórico positivo com o seu negócio, sem dúvidas será um consumidor fidelizado.

Entre tantos fatores que interferem diretamente na qualidade dessa experiência entre consumidor e empresa, nos esbarramos com a logística para e-commerce.

Você sabe como ela funciona e como impacta a rentabilidade do seu negócio? Vamos falar sobre isso neste artigo!

Como funciona a logística para e-commerce?

Sem dúvidas, o investimento em e-commerce está se tornando uma tendência. O consumidor criou o hábito de buscar e comprar online alguns produtos. As empresas que querem se adequar às novas demandas do mercado precisam ficar de olho nesse movimento.

Apesar do e-commerce trazer diversos benefícios para as empresas, também exige um cuidado imenso durante todo o processo.

A logística para e-commerce exige atenção por conta de todos os seus desafios. Nesse aspecto, é preciso pensar que diversos fatores estão relacionados com o sucesso ou fracasso da sua logística: se você costuma realizar suas entregas pelos Correios, por exemplo, precisa estar atento às greves e paralisações desse órgão.

Além disso, também precisa se lembrar da mensuração dos valores, impostos e prazos de entrega — detalhes importantíssimos que estão diretamente relacionados à satisfação dos seus consumidores.

Quais são os desafios desse setor?

O setor de logística para e-commerce precisa lidar com desafios diariamente, a começar pelo custo.

Quantas vezes você, enquanto consumidor, deixou de realizar uma compra online porque o valor do frete estava muito além das suas expectativas? Além disso, acabou comprando pessoalmente em outra loja, porque era mais vantajoso evitar essa compra?

Outro fator que precisa sempre ser considerado é a velocidade das entregas: muitas vezes, os consumidores precisam de urgência com suas encomendas — e ter prazos mais interessantes é fundamental.

Claro, ao falar de logística, não podemos nos esquecer dos impostos. Cada região tem as suas taxações e você precisa estar atento a esses detalhes para saber exatamente quanto custará cada entrega para a sua empresa.

As embalagens também merecem sua atenção. Uma entrega de qualidade exige que os produtos sejam embalados corretamente e estejam de acordo com as normas de transporte. Com isso, serão entregues sem danos aos consumidores.

Como melhorar a logística para e-commerce da sua empresa?

Se você tem uma loja online ou está pensando em montar uma, é preciso se atentar a alguns detalhes de logística para e-commerce.

Tenha um fluxo de processos bem estruturados

O primeiro detalhe ao qual você precisa dar atenção é o fluxo de processos. Para isso, você desenhará todo o caminho: desde o momento em que o consumidor realiza o pedido até a entrega propriamente dita do produto.

Nesse processo, é necessário avaliar questões como:

  • estoque disponível;
  • processo de separação do produto;
  • emissão de nota fiscal;
  • embalagem adequada para o produto;
  • documentos e impostos que precisam ser pagos;
  • transportadora;
  • política de trocas e devoluções;
  • sistema de logística reversa.

Monitore seus processos diariamente

Uma vez que você reviu seus processos e os redesenhou da melhor forma possível, é preciso monitorá-los para encontrar possíveis gargalos que impedem de efetuar essa tarefa com maestria.

Dentre os indicadores de performance que você pode acompanhar estão:

  • Acuracidade de Inventário: conhecido como conferência de estoque;
  • Order Fill Rate (OFR): tempo interno gasto para processamento do pedido;
  • Order Cycle Time (OCT): tempo do ciclo do pedido;
  • On Time in Full (OTIF): mede a precisão da entrega dentro do prazo para os clientes.

Diversifique as transportadoras

Ter uma transportadora de confiança é importante para o seu negócio, mas é fundamental que você seja capaz de diversificar esse fornecedor.

Isso é importante porque, em casos de imprevistos, greves e outros detalhes, você terá uma segunda ou terceira opção com quem contar.

Vale a pena lembrar que escolher uma boa transportadora significa buscar uma empresa que atenda às suas necessidades e esteja de acordo com os valores que você prega na sua empresa — por isso a satisfação do consumidor precisa estar em primeiro lugar.

Ao buscar por uma transportadora, confira alguns pontos, como:

  • existência de um sistema de monitoramento do transporte do produto;
  • qualidade da entrega;
  • integridade dos pacotes;
  • se o prazo de entrega é devidamente respeitado;
  • se o valor cobrado está dentro do frete estipulado pela sua empresa.

Tenha uma política de trocas e devoluções bem definida

Fazer uma boa gestão de e-commerce significa trabalhar corretamente diversos detalhes. A política de troca e devoluções é um dos problemas mais comuns encontrados entre as empresas que já estão estabelecidas nesse mercado.

Mesmo que você tome todos os cuidados necessários, pode acontecer de um cliente solicitar devolução ou troca do produto. Nesse caso, você precisa estar preparado para oferecer essa solução ao seu consumidor.

Para isso, você precisa:

  • estruturar o setor de trocas e devoluções;
  • certificar se a transportadora tem a disponibilidade de recolher os produtos junto aos clientes ou se é necessário contratar um novo serviço.

Lembre-se sempre de que todos esses detalhes envolvem tanto a experiência quanto o relacionamento do cliente com a marca, definindo, assim, o sucesso do seu negócio.

Faça uma boa gestão de estoque

Uma boa gestão de estoque é peça-chave para ter um e-commerce de sucesso, com uma logística funcional e prazos de entrega cumpridos corretamente.

Para fazer a gestão de estoque, analise todos os produtos estocados e verifique se algum deles precisa de cuidados adicionais em seu armazenamento.

Também é importante verificar quais precisam de cuidados adicionais no transporte. Tendo essa informação é possível criar processos diferenciados no momento da separação e envio desses itens.

Outro detalhe que pode transformar a organização e a eficiência da sua empresa é ter uma pequena diferença entre o estoque que existe e o que está sendo oferecido aos seus clientes na sua plataforma de e-commerce.

Esse cuidado é interessante, porque você evita o desgaste de vender um produto que não está mais disponível — e depois ter que entrar em contato com esse consumidor para cancelar a venda.

Além disso, também faça um controle regular de todos os produtos que entram e saem da sua empresa.

Como vimos, o planejamento é a peça-chave para o sucesso do seu negócio, bem como uma logística para e-commerce eficiente.

Se você fizer as análises corretas, mensurar os resultados e planejar todos os detalhes da sua rotina, é possível conquistar o mercado, entregando produtos de qualidade e fidelizando seus consumidores.

Gostou do conteúdo? Aproveite para assinar a nossa newsletter e não perder nenhum artigo!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário