Taxa de recompra: o que é e como acompanhar o índice de recompra?

4 minutos para ler

Para quem faz a gestão de um e-commerce, os desafios são cada vez maiores quando o assunto é atrair mais consumidores para o seu negócio, certo? Sendo assim, é fundamental ficar por dentro dos principais conceitos, estratégias e soluções para tornar os resultados da sua loja virtual ainda mais positivos. Conhecer a taxa de recompra é uma delas.

Afinal, quando falamos em negócios digitais, é fundamental criar um relacionamento mais próximo com os seus consumidores, a fim de fortalecer seu trabalho de fidelização de clientes. Que tal, então, saber como acompanhar esse índice tão importante para o seu negócio e como aumentá-lo significativamente? Continue a leitura deste texto para aprender!

O que é, qual a relevância e como calcular a taxa de recompra?

Entre as muitas métricas que existem quando falamos em monitoramento de desempenho de e-commerces, a taxa de recompra — também conhecida como índice de recompra — é deixada de lado muitas vezes. Como o nome já indica, ela mostra quantas das transações realizadas em um determinado período foram feitas por quem já comprou com você.

Ou seja, na prática, ela representa o número de clientes que fizeram uma compra, tiveram uma experiência satisfatória e voltaram para fazer novos negócios. Para uma empresa, isso é um importante indicador do nível de fidelização dos seus consumidores, aqueles que passam a ser compradores frequentes dos seus serviços e/ou produtos.

Óbvio que atrair novos clientes é importante, porém, quando esse número é constantemente superior ao daqueles que fizeram recompras, é hora de começar a se preocupar. Para fazer o cálculo, basta estipular um período a ser analisado (semana, mês, semestre…) e comparar a relação entre novos e antigos clientes.

Quer um exemplo? Durante o mês de janeiro você realizou 100 vendas, 25 delas foram clientes novos, enquanto as outras 75 foram feitas para quem já comprou com você. Ou seja, sua taxa de recompra é de 75% dentro desse período.

Quais ações adotar para elevar esse indicador?

Mas como fazer com que o índice de recompra do seu e-commerce aumente? Separamos algumas dicas para que você melhore esse indicador. Confira!

Segmentar os clientes

Os usuários buscam cada vez mais por conteúdos e indicações personalizadas. Para fazer isso, é fundamental segmentar seus clientes e montar campanhas, ações e estratégias voltadas para cada um dos diferentes perfis que estão no seu alvo.

Adotar estratégicas multicanais

Não limitar suas ações a canais específicos é outra prática importante, já que você deve atender e agradar ao máximo de usuários possíveis. Garantindo um trabalho eficiente em diversos canais, você aumenta essas possibilidades.

Analisar o comportamento de compra

Para que mais clientes retornem ao seu e-commerce, também é importante entender como eles se comportam, suas preferências, desejos e dificuldades. Esse monitoramento vai fornecer os insights necessários para entender melhor o que fazer para melhorar.

Oferecer combos de produtos

Com essas informações em mãos, você pode colocá-las em prática ao oferecer, por exemplo, combos de produtos que façam sentido. Vendeu um tênis para corrida? Por que não oferecer um par de meias ou outro acessório?

Ficar de olho na taxa de recompra do seu e-commerce é, portanto, uma prática muito importante para quem quer se destacar em um mercado cada vez mais competitivo. Ao aumentar esse indicador, você está conseguindo fornecer uma experiência satisfatória ao cliente.

Agora que você já sabe o que é taxa de recompra e quais as melhores práticas para aprimorá-la, que tal entrar em contato conosco para saber como podemos ajudar você a conseguir resultados ainda melhores? Estamos aguardando seu contato!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário